Esse tal de “EU TE AMO”

O post de hoje pode até parecer clichê ou até vai ser mesmo. Mas eu senti a necessidade de escrever sobre o assunto.

Sei que eu vou ser mais uma em um milhão a dizer isso; mas é #FATO: Banalizaram o sentido da palavra amor.

Sempre achei muito precoce esses casais que estão a menos de um mês juntos e já saem declarando ao mundo, aos quatro ventos pra quem quiser ouvir: EU TE AMO. Não que eu não acredite no amor dos pombinhos, mas tenho lá minhas dúvidas. Como que se ama alguém que você mal conhece? Vale lembrar que essa minha opinião é aplicada a casais que se conhecem a pouco tempo.

Uma coisa é dizer para um amigo que você o ama, afinal ele te conhece sabe tudo sobre você e outra completamente diferente é dizer isso pro seu mais recente namorico.

Ouvi uma vez de um ex-namorado que pra ele o amor é algo muito forte; é quando se é capaz de fazer QUALQUER coisa, mas qualquer coisa mesmo pela pessoa, quando se é capaz de matar ou morrer pelo outro.  Na hora eu achei exagero da parte dele, um pensamento extremista, mas pensei, pensei e pensei e no fim de tudo acabei concordando com ele.

Hoje já não acredito mais no primeiro príncipe encantado de olhos claros (minha preferência) que chega me chamando de anjo/princesa/bebê/neném e o caralho a quatro etc. Esses apelidinhos que todo mundo gosta de ouvir por mais brega e queima-filme que seja. Hoje já não acredito mais nesse mesmo príncipe que chega empunhado de um buquê de rosas me fazendo mil e uma declarações de amor, para depois eu ver que esse príncipe (que na verdade é sapo disfarçado) diz isso para todas e que eu fui apenas mais uma que caiu nessa lábia decorada e pra lá de manjada.

A vida é (realmente) uma lição. E uma coisa eu aprendi quebrando a cara várias vezes: o amor é algo que se conquista, se constrói com o tempo, com o passar dos dias, com a convivência, conhecendo e descobrindo qualidades e defeitos sabendo e aprendendo a lidar e conviver com eles.

E que quando ali o amor surgir, brotar, nascer e acontecer..

“Que seja eterno enquanto dure, e que dure para sempre”

Anúncios

4 opiniões sobre “Esse tal de “EU TE AMO”

  1. Hay! Concordo com você plenamente! Aqueles que amo de verdade! é fato que faria tudo por eles!
    e Ainda Nunca ninguém conseguiu me convenser com um EU TE AMO! Apenas amigos DE VERDADE e familiares DE VERDADE! ;D

  2. Pingback: Esse tal de EU TE ADORO. « Palavras Soltas

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s